Notícias

Na Mídia

26 de outubro de 2022

Pirataria: como barrar o consumo ilegal

Nossa advogada Raquel Corrêa Barros abordou, em entrevista ao Meio & Mensagem, a importância do combate à pirataria esportiva no Brasil. Segundo pesquisa encomendada pela Associação pela Indústria e Comércio Esportivo (ÁPICE), os prejuízos beiram R$9 bilhões às empresas do ramo (como clubes ou fornecedoras de materiais, por exemplo). Além disso representam, também, um prejuízo de mais de R$2 bilhões aos cofres públicos, considerando a não-arrecadação de impostos nesses produtos.

O combate aos produtos contrafeitos é crescente no Brasil e no mundo e pode gerar impactos extremamente positivos às empresas que buscam coibir a prática com a orientação legal correta. Contudo, o caminho em busca de penas mais contundentes aos infratores ainda é longo. “Infelizmente, as penas são baixas e, quando é instaurado um processo criminal, acabam sendo substituídas por pagamentos de multas e não seguem com os processos criminais e, sim, com ações cíveis”, explica Raquel.

Para ler a matéria na íntegra, basta clicar aqui.

Raquel Barros compõe o time de Antipirataria & Brand Protection do Kasznar Leonardos e é Pós Graduada em Propriedade Intelectual e Novos Negócios, Direito Penal e Processo Penal. A advogada atua no desenvolvimento de estratégias, investigações, organização de operações antipirataria.

Voltar

Últimas notícias relacionadas

3 de fevereiro de 2023

Licenças personalíssimas: uma análise sobre a possibilidade de compartilhamento com terceiros

Nosso sócio Rafael Lacaz Amaral e os colaboradores Victor Lima e Antônio de Freitas abordaram o compartilhamento de logins de softwares e Licenças personalíssimas: uma análise sobre a possibilidade de compartilhamento com terceiros

Ler notícia

9 de janeiro de 2023

STF nega pedidos para extensão de patentes de medicamentos

Em entrevista ao Valor Econômico, nossa sócia Viviane Trojan discutiu as recentes negativas do Supremo Tribunal Federal (STF) às indústrias farmacêuticas diante das tentativas de STF nega pedidos para extensão de patentes de medicamentos

Ler notícia

1 de dezembro de 2022

Escritórios de advocacia usam inteligência artificial para ganhar agilidade e prever decisões

Em entrevista ao jornal O Globo, nossa sócia Fernanda Magalhães abordou a utilização de novas tecnologias – em especial a inteligência artificial (IA) – Escritórios de advocacia usam inteligência artificial para ganhar agilidade e prever decisões

Ler notícia