Notícias

Artigos

Alguns apontamentos sobre inovação, biodiversidade brasileira e patentes

O Brasil é um dos cinco países mais megadiversos do planeta (abriga entre 15% e 20% de toda a biodiversidade global), além de ser o 13º país em produção de artigos científicos no mundo. Cosméticos com a biodiversidade brasileira são populares em muitos países e um dos principais remédios para hipertensão do mundo é elaborado a partir de uma substância presente no veneno da jararaca. A partir desses dados, seria de se esperar que houvesse um número expressivo de patentes brasileiras depositadas que tivessem origem em inovações com nossa biodiversidade. Entretanto, não é isso que ocorre.
 
Além dos depositantes nacionais serem minoria nos depósitos de patentes apresentados no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) (com predominância de universidades públicas), poucos desses pedidos são relacionados a ativos da biodiversidade. Conforme pesquisa realizada por FRANÇA et al. com foco em fitoterápicos, apenas 1.977 pedidos de patentes depositados no Brasil e publicados no período de 1995 a 2017 referem-se a fitoterápicos, sendo que apenas 12 patentes foram concedidas no período (1,3% do total depositado). Considerando o panorama geral do depósito de patentes por residentes, a situação não parece ser muito diferente em cosméticos e outras áreas que potencialmente poderiam utilizar ativos da biodiversidade brasileira.
 
Para ler o artigo completo, acesse o site.
Voltar

Últimas notícias relacionadas

22 de novembro de 2021

O touro indomável da Bolsa e os direitos autorais

Sim, o título deste pequeno texto é inspirado no nome em português da magistral obra audiovisual dirigida por Martin Scorsese, exibida nos O touro indomável da Bolsa e os direitos autorais

Ler notícia

16 de setembro de 2021

Contagem do prazo prescricional: violação de direitos autorais na internet

Nosso sócio Rafael Lacaz e nossos colegas de Antipirataria & Compliance Ana Clara Farias e Victor Lima explicaram como corre o prazo prescricional de violações de direitos autorais praticadas na internet, em artigo publicado no Migalhas.

Ler notícia

1 de setembro de 2021

Tecnologia blockchain aplicada ao segmento joalheiro

Em artigo publicado no Migalhas, nossas advogadas Isabella Estabile e Nicole de Alencar comentaram os efeitos da tecnologia blockchain no mercado joalheiro.

Ler notícia