Notícias

Na Mídia

3 de dezembro de 2020

  • Kasznar Leonardos

Marcas são vetadas por moral e bons costumes

Perereca Bicuda, Snopp Droggado, Tesão de Vaca, Meu Cookie Brilha. A criatividade do brasileiro vem muito antes da invenção de memes na internet e cria controvérsias no registro de marcas do Inpi.
 
Esses são alguns dos nomes barrados pela Lei da Propriedade Industrial que estabelece que devem ser vetadas "expressão, figura, desenho ou qualquer outro sinal contrário à moral e aos bons costumes ou que ofenda a honra ou a imagem de pessoas ou atente contra liberdade de consciência, crença, culto religioso ou ideia ou sentimento dignos de respeito e veneração". 
 
Confira a entrevista da nossa sócia, Flávia Tremura, sobre a falta de critério e atentado à moral e aos bons costumes no momento do registro de algumas marcas. A íntegra da reportagem está disponível no site da Folha de São Paulo
Voltar

Últimas notícias relacionadas

26 de abril de 2022

Isis Moretti discute herança musical em entrevista ao g1

Nossa sócia Ísis Moretti concedeu entrevista exclusiva ao portal g1 Música, Pop & Arte, abordando as principais questões legais relacionadas à herança musical, além das regras Isis Moretti discute herança musical em entrevista ao g1

Ler notícia

21 de fevereiro de 2022

Fernanda Magalhães discute os desafios do Metaverso no podcast The Shift

Nossa sócia Fernanda Magalhães participou, no último dia 18.01, do podcast The Shift, produzido pelo portal B9. Abordando os desafios e complexidade Fernanda Magalhães discute os desafios do Metaverso no podcast The Shift

Ler notícia

11 de janeiro de 2022

O uso de nomes de terceiros para fins não comerciais

Em entrevista ao Domingo Espetacular, exibido pela Record TV no último dia 09 de janeiro, nosso advogado Rafael Pinho abordou recente disputa O uso de nomes de terceiros para fins não comerciais

Ler notícia